24 outubro 2006

Surpresa!

Ontem saí do trabalho um pouco mais tarde que o costume, fui buscar o Bé à ama e seguimos os dois sempre a conversar até casa, como sempre que o Bé sai à mãe e é um tagarela de primeira!
Entrei na garagem a reclamar dos vizinhos inconscientes que deixam o portão aberto mesmo sendo só carregar no botão do comando para o fechar. A garagem estava deserta... Fiz a manobra para estacionar o carro no meu lugar e desliguei o motor e as luzes. Acendeu-se a luz da garagem. Só há uma maneira de a acender: carregando num dos interruptores dentro ou mesmo à porta da mesma. Não havia ninguém lá dentro o que queria dizer que estaria alguém do outro lado da porta. Escondido.
Fiquei dentro do carro um bocado à espera que esse alguém aparecesse. Nada.
Já não estava a achar piada!
Vi a porta mexer-se através do espelho retrovisor mas não vi ninguém...
Mau! Agarrei no telemóvel para ligar ao L. que estava em casa à nossa espera mas não liguei logo.
Entretanto a porta abre-se e vejo o peito de uma senhora e outro de um homem e saio do carro para ver quem é que anda a bisbilhotar na ‘minha’ garagem.
Eram os meus pais e o meu irmão!!! Surpresa!!! Fiquei muito feliz!
Saíram de casa, nos arredores de Lisboa, para irem ao Vasco da Gama, o meu irmão começou a desafiar o meu pai para virem ao algarve, meio na brincadeira, meio a ver o que isto dá... A minha mãe manteve-se bem caladinha a ver se a coisa ia! O meu pai alinhou e vieram!
O Bé estava tão feliz por poder brincar com os avós!
Jantámos todos juntos e depois eles voltaram para Lisboa que no dia seguinte já seria dia de trabalho...

*happy sigh

1 comentário:

Psyche disse...

Que bela surpresa...!!!:)

Mas aposto que a certa altura tiveste um bocadinho de medo...quem seria ali escondido na garagem: um ladrão,...ou um fantasma? eheh:)))