03 novembro 2006

TPM

Sinto-me uma bodega!
Não valho nada como mãe! Coitado do meu filhinho! Já estou farta de gritar com ele hoje. A mínima coisinha que ele faça, que em qualquer outra altura não passa de algo levemente chato ou barulhento, nesta altura é o fim do mundo e mesmo esforçando-me muito não consigo deixar de ralhar com ele.
Dois ou três dias por mês, antes de me vir o período, eu transformo-me noutra pessoa: fico a personificação da fúria. Distribuo ‘chapada’ a torto e a direito e não me consigo controlar!
Esta manhã, já no carro a caminho da ama, ele ia sentadinho na sua cadeirinha e levava nas mãos uma peças de Lego. Dizia que estava a fazer papa e a cortar carne e ia batendo com as peças umas nas outras. Aquilo estava a dar cabo de mim. O mais controlada e calmamente possível, disse-lhe para não fazer barulho e “cortar a carne” devagarinho, ele concordou e fê-lo por... vá... 1 minuto, se tanto! É normal. As crianças fazem sempre isso e ele adora o barulho! Disse-lhe outra vez que não fizesse barulho, desta vez menos calmamente mas ainda controlada. Ele responde que “tá a cotar a cáne” e vai de bater com mais força ainda. Perdi as estribeiras! Gritei “MARCO, PÁRA COM ISSO!!!”
Ele parou.
Respirei.
Respirei fundo.
E expliquei que a mãe não estava a gostar daquele barulho e “olha o tractor! Vamos à procura do autocarro?”. São os jogos de todas as manhãs e eu sabia que ia ter que conseguir distraí-lo para evitar que ele batesse com as peças porque eu não estava a conseguir lidar com aquele barulho.
Quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa calma e meiga, que ando sempre bem-disposta e alegre e que raramente me conseguem enfurecer... excepto quando estou com TPM. Eu normalmente não praguejo, nunca digo asneiras, detesto-as e sou bastante paciente (já fui mais, mas ainda sou bastante)... excepto quando estou com o raistaparta do TPM!!! É que eu tenho quase todos os sintomas físicos e todos os sintomas psíquicos descritos aqui!

AAAARRRRGGGHH!!! QUE SÓ ME APETECE GRITAR E MANDAR TUDO AO AR!!!


Pronto... Agora que já desabafei, vou continuar a sentir-me uma bodega, culpada e trabalhar. Sorte a minha, o meu trabalho hoje é daqueles para os dias bons: é chato e minucioso e se eu me enganar perco documentos para sempre! Haja paciência!!!

1 comentário:

Sofia Cavaco disse...

breath in breath out
breath in breath out

será que bjinhos ajudam?
podemos sempre tentar...;)
*chuack**chuack**chuack**chuack*
*chuack**chuack**chuack**chuack*
*chuack**chuack**chuack**chuack*
*chuack**chuack**chuack**chuack*
*chuack**chuack**chuack**chuack*